"SÍNDROME DE ROKITANSKY (MRKH)"

Espaço para divulgação, informação e apoio às portadoras de "SÍNDROME DE ROKITANSKY".
A participação de profissionais de saúde e familiares também é muito bem vinda.
Vamos juntos debater o tema, esclarecer dúvidas e aprender para tornar a descoberta e aceitação da Síndrome menos dolorosa.

10 de out de 2011

4 comentários:

  1. Geisatayner Provensi10/28/2011

    Olá, meu nome é Geisatayner, tenho 19 anos sou filha única e acabei de descobrir que tenho SR. Não tenho útero e nem o canal vaginal. A verdade é que a dois meses atrás quando fui ao ginecologista e ele me deu as solicitações da ressonância e do cariótipo, me pus a pesquisar e cheguei à Sindrome de Rokitansky e foi aí que vi que todas as peças se encaixavam, eu senti que era isso o que eu tinha. Mas ter um médico te dizendo exatamente o que você tem (ou não tem, no caso)é infinitamente mais doloroso. Aí você começa a pensar que você nunca vai poder gerar uma vida dentro de você, não vai sentir mexer ou dar chutes, amamentar. Uma parte de ti fala "existe 'barriga de aluguel'" a outra responde: "mas não é a mesma coisa." Realmente, é difícil, pelo menos neste momento, dizer, descrever todos os sentimentos que flutuam por mim, descrever o tamanho da dor que trago no peito, do nó que tenho na garganta ou do vazio que sinto. Só sei que não vou me deixar cair no desespero, não me permitirei isso. Peço a Deus que continue me mandando forças pra jornada que tenho em frente. Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Geisatayner

    Conheço esse sentimento de dor,passei por ele, também sou portadora. É uma fase bem difícil pensar nas impossibilidades.
    Mas como vc disse, não se deixe cair em desespero , comece pensar nas POSSIBILIDADES!
    As opçãoes de maternidade são distintas, mas cada qual com sua emoção peculiar.

    Na "barriga de aluguel" vc experimenta a emoção de ter alguém que te ame tanto ao ponto de abraçar seu sonho e se doar. Pode ver no bb suas características físicas.

    Na adoção, vc tem a oportunidade de conhecer um amor verdadeiro incondicional. Pode cuidar de alguém que tbm vem com uma história de dor assim como vc. Que deseja da mesma forma ter uma família.

    Em qualquer desses caminhos, não há barriga crescendo, mas há um coração ficando gigante, há esperança se formando.

    Em breve teremos novos tópicos e falaremos mais sobre isso.

    Que Deus te dê toda força que necessita, Ele te ama e pra tudo há um propósito, creia nisso!
    bjk

    ResponderExcluir
  3. Geisatayner Provensi11/26/2011

    Muito obrigada.
    Nesse pouco tempo que passou aprendi a erguer a cabeça porque cair na choradeira não vai adiantar nada. Em Janeiro começo o planejamento pra cirurgia, sou uma pessoa de muita fé e tenho certeza que irá dar tudo certo. Agora é bola pra frente!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. É isso aí Geisatayner!! Tudo na vida é lição!
    Felizes akeles que aprendem e crescem com cada obstáculo.
    Aprendemos ser fortes, guerreiras, sensíveis às dores do mundo e saímos disso como vencedoras.
    Que Deus honre sua fé! Vai sim dar tudo certo em sua cirúrgia bem como na sua vida.
    Querendo bater-papo, estamos aqui!
    BJK

    ResponderExcluir